O custo de garantir cuidados

“O custo de garantir cuidados a longo prazo vai tornar-se um dos principais desafios dos governos locais e regionais europeus à medida que as suas populações envelhecem” (Zoe Jankel, analista da Moody’s)

 

A Moody’s recorda o cenário demográfico segundo o qual é esperado que a proporção de indivíduos com 65 ou mais anos na União Europeia atinja 29% até 2070, comparando com 19% em 2016, prevendo-se ainda que a União tenham até lá 13% de indivíduos com 80 ou mais anos.

Até 2070, perto de um terço da população europeia terá 65 anos ou mais, e o impacto será sentido sobretudo pelos cofres de municípios e outras entidades subnacionais. Países Nórdicos, Espanha, França e Reino Unido serão os mais penalizados com encargos de cuidados à terceira idade. A avaliação é da Moodys’, publicada esta terça-feira e a abranger dez países, não incluindo Portugal. Segundo a agência, Espanha e Reino Unido são os países europeus onde as administrações locais e regionais enfrentam maior pressão sobre os perfis de crédito devido ao aumento dos custos com os idosos.

 

Fonte: https://www.dinheirovivo.pt

 

Também poderá estar interessado

Sem comentários adicionados

    Responder