O VELHOTE E O SÁBIO

Conta-se que, num certo dia, um sábio de renome nas lides científicas passeava num jardim em profunda meditação sobre assuntos para os quais pretendia elaborar uma teoria inovadora. Num banco do mesmo jardim, observando os arbustos e as flores e distribuindo milho aos pombos que acorriam à sua volta, sentava-se um homem idoso, de cabelos brancos, de pele tisnada pelo sol dos anos que já vivera. Numa das suas passagens junto ao banco, o cientista, ufano do seu saber e importância, dirigiu-se ao ancião e perguntou-lhe se sabia qual era a velocidade da luz solar e a distância da Terra ao Sol. Perante a resposta negativa do velhote, o sábio aproveitou a oportunidade para o ridicularizar dizendo-lhe que era um ignorante, um analfabeto, um incompetente e que estas questões eram tão básicas que todos as deviam conhecer.

Na continuação do seu passeio e embevecido nos seus pensamentos cósmicos, o sábio tropeçou num pequeno obstáculo e não mantendo o equilíbrio foi cair no lago que aí existia e com profundidade bastante para o submergir. Aflito e prestes a afogar-se começou a gritar por socorro. Foi, então, que o idoso correu para o lago e lançando-se à água conseguiu arrastar o homem das Ciências para a borda do lago e trazê-lo são e salvo para a margem.

Depois de refeito do susto foi a vez do velhote dar uma lição ao homem que sabia tudo e disse-lhe com toda a calma e humildade: “Então o senhor sabe tanta coisa, domina matérias esquisitas, conhece a velocidade da luz solar, a distância da Terra ao Sol e não sabe nadar?”

O cientista, envergonhado, ciente da sua pequenez, não encontrou resposta para o ancião. Este, na sua modéstia e humildade soube dizer ao homem da Ciência que ninguém é dono de toda a verdade e que os idosos possuem um manancial de conhecimentos adquiridos ao longo de muitos anos, com uma experiência invulgar que continuam a ser úteis para toda a sociedade.

Nesta pequena história o homem da Ciência teve de reconhecer que o grande sábio que  lhe salvou a vida foi o velhote que ele, a princípio, pretendeu amesquinhar.

Também poderá estar interessado

Sem comentários adicionados

    Responder