SUGESTÃO DE LEITURA – NÓS E OS OUTROS

Lemos e recomendamos O livro ‘Nós e os Outros – O poder dos laços sociais’, da autoria de Maria Luísa Pedroso de Lima, editado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Transcrevemos uma passagem que consideramos significativa:

“Pode ser que a pertença reforce a nossa autoestima; ou pode ser que a diminua. Por exemplo, quando envelhecemos a nossa autoimagem altera-se – mas não tão rapidamente como se altera a forma como os outros no veem. É frequente as pessoas mais velhas indignarem-se por lhes quererem dar o lugar no autocarro. Perceber que os outros nos veem como idosos é difícil de aceitar, porque assumir a pertença ao grupo dos mais velhos é uma transição complicada. Ser velho está associado a imagens e expectativas muito negativas (vivemos numa sociedade claramente idadista)  e aceitar fazer parte deste grupo é, frequentemente, ter de integrar na nossa autoimagem a perda de estatuto social, as expectativas de incompetência e a discriminação. Por isso, o botox, a tinta para o cabelo ou tantos outros retardadores do envelhecimento têm tanto sucesso.”

FONTE: http://rr.sapo.pt/artigo/104099/nos-e-os-outros

Pode ouvir, com moderação de João Pedro Frazão,  na Rádio Renascença a autora do livro, Maria Luísa Lima e Isabel Stilwell a tentarem responder à questão “Que consequências tem o isolamento social na nossa vida?”, no programa Da Capa à Contracapa.

Para ouvir, clique aqui… 

Sinopse

Numa sociedade que valoriza a individualidade e a competição, nem sempre admitimos como precisamos uns dos outros. E, no entanto, muito do que somos, do que pensamos e do que fazemos está ligado às relações sociais que mantemos, aos grupos a que pertencemos. Qual é a verdadeira importância dos laços sociais na nossa vida? Até que ponto o que somos depende de quem nos rodeia? Como pode um grupo transformar o nosso comportamento? Que consequências tem o isolamento social na nossa vida? Escrito na óptica da psicologia social, este livro, ao procurar responder a estas questões, põe a ideia de individualidade em perspectiva e mostra quanto devemos à interacção com os outros.

Coordenação e autoria

  • Maria Luísa Pedroso de Lima

FONTE: Fundação Francisco Manuel dos Santos

Também poderá estar interessado

Sem comentários adicionados

    Responder