ALZHEIMER PORTUGAL – Concerto Solidário Pedro Jóia

Pedro Jóia atuará num Concerto Solidário para a Alzheimer Portugal, no dia 22 de novembro, no Teatro Armando Cortez.

O valor do donativo para assistir ao concerto é de 10 euros por pessoa, valor que reverte integralmente para a Alzheimer Portugal.

Donativo 10€ / pessoa
Inscreva-se preenchendo o seguinte formulário:
No campo “Pagamento”, selecione Multibanco e introduza o valor correspondente (10€ por pessoa).
No campo “Mais informações”, selecione Inscrição em “Concerto Solidário”.
Receberá um email com os dados para pagamento. Assim que efetuar o pagamento, a sua inscrição está validada. Não é necessário que nos envie o comprovativo.
Para mais informações pode contactar-nos para o telefone 213 610 460
Sobre o Pedro Jóia:
Inicia o estudo da guitarra aos 7 anos de idade com o professor Paulo Valente Pereira na Academia dos Amadores de Música. Aos 14 anos transfere-se para o Conservatório Nacional onde, mais tarde, conclui o curso de guitarra sob a orientação do professor Manuel Morais.
A partir dos 16 anos inicia o estudo da guitarra flamenca, primeiro de forma auto-didacta e mais tarde frequentando cursos de Verão com os guitarristas Paco Peña e Gerardo Nuñez. É, no entanto, com Manolo Sanlúcar que estabelece uma relação de aluno mais duradoura, trabalhando com o mesmo até aos 25 anos.
Inicia aos 19 anos a actividade de concertista tendo-se apresentado desde então a solo ou integrado em diversas formações e actuando em inúmeros países da Europa, Ásia, América do Sul e África.
Tem cinco CD’s gravados em nome próprio e prepara, em 2011 a edição de um disco ao vivo gravado com a Orquestra de Câmara Meridional.
Compõe regularmente música para teatro e curtas-metragens cinematográficas. Leccionou na licenciatura em música da Universidade de Évora entre 1997 e 2003. No mesmo ano partiu para o Brasil onde residiu até 2007, trabalhando com músicos de diversas áreas musicais como Ney Matogrosso, Yamandú Costa, Gilberto Gil entre muitos outros.
Em 2008 vence o Prémio Carlos Paredes com o disco “À espera de Armandinho” onde aborda a obra do guitarrista lisboeta da 1ª metade do Séc. XX Armando Augusto Freire, mais conhecido por Armandinho.
Em 2011 inicia 2 projectos: um com a fadista Raquel Tavares, onde juntos transportam os fundamentos do fado, do flamenco, da música porteña, da música dos bairros de Lisboa, do Magrebe e desembocam no grande mar que é a música mediterrânea.
O outro projecto, intitulado de Mourarias, é com o também fadista Ricardo Ribeiro, onde musicam obras de grandes poetas portugueses como Almada Negreiros, David Mourão-Ferreira e Pedro Homem de Mello, exploram terrenos musicais que vão desde o tango, as bulerías e a música tradicional portuguesa.
FONTE: ALZHEIMER PORTUGAL

Também poderá estar interessado

Sem comentários adicionados

    Responder