Artigo

“Caminhos” é inspiração para as ações do Fórum Municipal Maior Idade, no ano 2021

O Fórum Municipal Maior Idade assinalou, ontem, o seu 8.º aniversário com a apresentação dos novos caminhos que os seniores irão percorrer e que sustentam as atividades traçadas para este ano de 2021.

Entre outras iniciativas, destacam-se quatro projetos âncora e que servem de bandeira para as ações a desenvolver neste espaço.

Este ano o Fórum Maior Idade vai encher-se de sons tradicionais com os cantares populares e os acordes dos cavaquinhos. O objetivo é a criação de um grupo musical de Cavaquinhos, sob a orientação de Fátima Teixeira, promovendo a cultura e a música tradicional portuguesa.

Sob orientação da psicomotricista Micha Gomes, serão realizadas sessões de psicomotricidade que irão estimular, de forma integrada, as áreas cognitivas e motoras, promovendo uma melhor qualidade de vida e de bem-estar aos idosos.

A equipa da Maior Idade da Câmara Municipal de Ílhavo realizará ainda diferentes percursos pedestres, com vários desafios, obstáculos e graus de dificuldade que vão potenciar o desenvolvimento cognitivo e motor dos seniores.

Por último, numa parceria com a Cáritas Diocesana de Aveiro – Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica, serão realizadas cerca de 10 sessões semanais no âmbito do projeto “Agir +”, com o objetivo de esclarecer, formar e informar e partilhar experiências e conhecimento sobre o direito das mulheres.

O aniversário do Fórum Maior Idade levou o Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo, Fernando Caçoilo, a recordar a aposta totalmente ganha na requalificação, em 2013, do antigo Jardim de Infância da Cale da Vila como espaço de afirmação da experiência de vida, do conhecimento e do saber associado à idade e ao envelhecimento.

A Vereadora do Pelouro da Maior Idade da Câmara Municipal, Fátima Teles, destacou a importância dos projetos e do envolvimento da comunidade na construção e valorização deste equipamento municipal, no qual se incluem vários parceiros, como contributo para o enriquecimento das políticas de envelhecimento necessárias para uma melhor qualidade de vida da comunidade sénior do Município.

 

  1. Município de Ílhavo celebra, virtualmente, 123 anos da sua Restauração

 

O dia 13 de janeiro é a data que assinala a Restauração do Concelho de Ílhavo, marco importante para a recuperação da coesão territorial e administrativa perdida durante três anos para o vizinho concelho de Aveiro.

Este ano, fruto dos condicionalismos que ainda se fazem sentir no âmbito da pandemia, a sessão comemorativa do 123.º aniversário da Restauração do Concelho de Ílhavo será, toda ela, em formato digital e difundida, em direto, através das redes sociais do Município, do Centro de Documentação de Ílhavo (CDI) e do projeto cultural da Câmara Municipal, 23 Milhas.

As diversas atividades centradas nos 123 anos da Restauração do Concelho realizam-se entre as 17h30 e as 19h15, do próximo dia 13 de janeiro, quarta-feira, com a palestra “Introdução e contextualização da Restauração do Concelho de Ílhavo”, orientada por Eliana Fidalgo do CDI. Seguir-se-á a assinatura de protocolos de doação e de depósito de documentos ao Município de Ílhavo e o lançamento de mais um volume da publicação “Nossa Gente”, com a biografia de Armando Ferraz, apresentada pelos investigadores Sara Santos e Pedro Silva.

Após aprovação na reunião da Câmara Municipal realizada no dia 7 de janeiro, será oficializada a designação de Armando Ferraz a um topónimo na Gafanha da Nazaré.

A sessão comemorativa encerra com uma tertúlia sobre a temática da “Arte do Teatro e da Construção de Robertos e Marionetas em Portugal”, com a presença de José Gil, Filipa Mesquita e Francisco Mota, especialistas na arte de Robertos e Marionetas. Por último, será feita a apresentação pública da edição do Palheta 2021.

 

A extinção do Concelho de Ílhavo ocorreu com o Decreto de 21 de novembro de 1895, motivada pela harmonização das divisões administrativas com as judiciais e a redução da despesa pública. De novo o território concelhio seria junto ao concelho aveirense.

A restauração do Concelho de Ílhavo, feita pelo Decreto de 13 de janeiro de 1898, inseriu-se no longo processo de reforma administrativa, que caracterizou o regime liberal pelo esforço de racionalização e adaptação dos concelhos vindos do Antigo Regime e pelo antagonismo entre centralização e descentralização administrativa.

83 views

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail