OMS PREPARA CAMPANHA CONTRA O IDADISMO

Provou-se que a discriminação em função da idade tem um impacto significativo na nossa participação na sociedade, na saúde e na longevidade.

A evidência mostra que aqueles que têm atitudes negativas sobre o envelhecimento tem uma recuperação mais lenta da incapacidade, vive, em média, menos 7,5 anos do que aqueles que têm uma atitude positiva e têm menos probabilidade de se integrarem socialmente.

A discriminação pela idade também impõe barreiras ao desenvolvimento de boas politicas sobre o envelhecimento e a saúde, uma vez que influencia o modo de analisar os problemas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), está a trabalhar numa campanha de longo prazo para mudar os estereótipos negativos presentes na sociedade e promover uma mudança de mentalidade entre os cidadãos.

 

 

 

Deixe o seu comentário

You Might Also Like