Artigo

Eu avó…?

Lembrei de minhas avós, lenços na cabeça e aventais quadriculados ou escuros. Pensei em santa Ana, avó de cristo, tão maternal, tão amor, tão santa caseira.

Eu tão diferente, fui criada para ser avó, como tantas outras, porém quis mais e mais, ao aposentar-me.

Fiquei viúva, já avó. Reinventei-me. Reprogramei a vida.

De costureira a escritora foi um salto, de tecnologia e modernidade. Passei a fazer cursos online, a participar de lives, aprendendo as ferramentas e buscando novos conhecimentos. Tornei-me uma empreendedora, uma avó moderna, com ótimo relacionamento e diálogo com os netos. Cinco homens, crianças, adolescentes e adultos e também uma bisneta, de cinco anos.

Uns moram distantes, outros próximos. Sinto o carinho e a admiração de todos, de um modo especial por mim a vó Adele Pereira. Por minhas atitudes, por meu jeito de

ser ousada, por meu empreendedorismo. Por meus livros lançados, alguns em coautoria. Um solo Esboço da Paixão, o mais recente também em coautoria “CRÓNICAS DA  MATURIDADE MODERNA”.  O nome já diz velhice moderna onde abordo idadismo, libido, direitos e outros… No total, nove livros.

Sou avó atuante, colunista e moderadora do Blog e do grupo envelhecer com estilo, membro acadêmica da ALSPV.

Sou Influenceer, poeta digital. Com os meus 7.2 feitos em junho, sou uma avó moderna e ousada, de shorts curtos, jeans rasgados, ténis e chapéu, de várias tornozeleiras, jogando games com os netos. Um carinhosamente me chama de vó doidona, que de tudo faz poesia. Tenho consciência do exemplo, das atitudes, determinação, das conquistas, da responsabilidade carinho e inteiração, para com essas pessoinhas, frutos de meus frutos.

Minha continuidade, meus netos queridos mostrando que: “Idade não é limitação, preconceito sim”

Sou Stopidadismo , Avó Poeta

Adele Pereira 


402 views

One comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado.

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail