Artigo

Futuro da Longevidade no II Seminário Luso-brasileiro de Inovação e Envelhecimento Humano

Entre os dias 11 e 13 de junho de 2024, a cidade do Porto, em Portugal, sediou o II Seminário Luso-brasileiro de Inovação e Envelhecimento Humano Saúde Conectada e o Futuro da Longevidade, realizado na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

No formato híbrido, o evento abordou os avanços e desafios na interseção entre inovação em saúde e longevidade em uma rica plataforma de diálogo e colaboração entre investigadores, acadêmicos, profissionais da saúde do Brasil e de Portugal.

O seminário foi idealizado pelos Professores Margô Karnikowski e João Fonseca, os quais acreditam que a sinergia favorecida no evento é essencial para catalisar a colaboração entre pesquisadores, instituições, empresas, governo e sociedade. Tratou-se, de fato, de uma oportunidade singular para explorar a inovação no contexto do envelhecimento populacional, refletindo a crescente importância da tecnologia digital na promoção da saúde e bem-estar das pessoas idosas.

Sessão de Abertura com Dr. Alexandre Kalache

Doutor Alexandre Kalache, um dos mais respeitados especialistas em longevidade do mundo.

A sessão de abertura do II Seminário Luso-brasileiro de Inovação e Envelhecimento Humano, intitulada “Os desafios do envelhecimento em um mundo mais e mais desigual”, foi brilhantemente conduzida pelo Doutor Alexandre Kalache, um dos mais respeitados especialistas em longevidade do mundo.

Presidente do Centro Internacional da Longevidade – Brasil e co-presidente da Aliança Global de Centros Internacionais de Longevidade (ILCs), Dr. Kalache trouxe uma visão profunda e inspiradora sobre como a produtividade, a saúde e a qualidade de vida podem ser sustentadas durante a velhice, mesmo em um contexto de crescentes desigualdades globais.

Tendo sido um dos primeiros a vislumbrar o envelhecimento populacional como um fenômeno global, Dr. Kalache destacou a importância da produtividade na longevidade e a necessidade de políticas intersetoriais que promovam um envelhecimento saudável e ativo.

Com uma carreira dedicada ao estudo da longevidade, Kalache é reconhecido internacionalmente por suas contribuições significativas na mudança de paradigmas relacionados ao envelhecimento. Ele foi pioneiro em reconhecer o envelhecimento populacional como um fenômeno mundial, antecipando tanto as oportunidades quanto os desafios associados. Sua expertise abrange a epidemiologia do envelhecimento, políticas intersetoriais, promoção da saúde, cuidados na velhice, direitos humanos e as complexidades culturais da revolução da longevidade.

Durante sua contagiante apresentação, Kalache consistentemente demonstrou aos presentes a importância de políticas que promovam ambientes amigáveis para as pessoas idosas, a necessidade de promoção de saúde ao longo de toda a vida e a valorização das contribuições dos sêniores à sociedade.

Além de seu papel acadêmico e de pesquisa, Alexandre Kalache tem sido uma voz influente em importantes fóruns internacionais. Como membro do Conselho Consultivo das Cidades e Comunidades Amigas do Idoso da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Conselho para Envelhecimento do World Economic Forum, ele continua a moldar políticas globais que afetam diretamente a vida de milhões de idosos. Sua palestra no seminário foi um chamado poderoso à ação, reforçando que, para enfrentar os desafios do envelhecimento em um mundo desigual, é essencial adotar uma abordagem inclusiva, inovadora e baseada em direitos.

Mesa de Abertura

A Mesa de Abertura contou com a participação de várias personalidades, do Brasil e de Portugal, que ofereceram uma visão abrangente das iniciativas em prol do envelhecimento saudável. Estavam presentes:

  • Altamiro da Costa Pereira, Diretor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
  • Laura Davison Mangilli Toni, da Faculdade de Ceilândia da Universidade de Brasília, e Margô Gomes de Oliveira Karnikowski, do Centro Integrado de Ensino e Pesquisa da Universidade de Brasília, que apresentaram as iniciativas educacionais e de pesquisa, focadas no envelhecimento.
  • Marileusa Chiarello, do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília, apresentou os avanços tecnológicos que estão sendo incorporados para melhorar a saúde das pessoas idoss.
  • Alexandre da Silva, da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa do Brasil, abordou as políticas públicas e os direitos humanos no contexto do envelhecimento.
Alexandre da Silva, da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa do Brasil

Workshops e Painéis Temáticos

O seminário ofereceu uma variedade de workshops e painéis, entre os quais destacaram-se:

  • Workshop sobre Inteligência Artificial em Saúde: Conduzido por Ricardo Cruz Correia, da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, que explorou como a IA está transformando a prática médica e o cuidado aos idosos.
  • Experiências Exitosas em Longevidade – o Caso da Cidade de Santos (SP): Ana Bianca Ciarlini, Assessora Especial de Longevidade da Prefeitura de Santos, apresentou as práticas inovadoras implementadas na cidade brasileira que promovem a saúde e bem-estar dos seus idosos.

Rede Educativa para a Longevidade: exemplo a ser seguido em Portugal

A apresentação da Dra. Ana Bianca Ciarlini, Assessora Especial de Longevidade da Prefeitura de Santos, foi um dos grandes destaques do II Seminário Luso-brasileiro de Inovação e Envelhecimento Humano.

Com uma abordagem inspiradora e cheia de entusiasmo, ela compartilhou as práticas inovadoras implementadas na cidade de Santos, concernentes no projeto Rede Educativa para a Longevidade, com o objetivo de expandir conceitos de envelhecimento ativo e proteção ao público idoso, projeto que têm transformado, positivamente, a vida de suas pessoas idosas. Destaca-se, entre as inúmeras atividades e serviços oferecidos aos sêniores, o programa “Cérebro Ativo”.

Desenvolvido pela ISGAME,  fundada por Fábio Ota, o programa Cérebro Ativo mostrou-se uma ferramenta revolucionária no cuidado e na promoção do bem-estar mental de pessoas com idades entre 60 e 86 anos, na cidade de Santos. Em poucos meses, os participantes não só aprenderam a desenvolver jogos de videogame e um aplicativo, como também experimentaram benefícios significativos em suas vidas diárias.

A Dra. Ana Bianca destacou como essas iniciativas têm sido fundamentais para fomentar um envelhecimento ativo, mostrando que, com criatividade e empenho, é possível criar ambientes que valorizem e promovam a saúde dos nossos idosos. A sua apresentação não apenas iluminou as conquistas do município de Santos, mas também serviu como um potente exemplo à nação lusitana de como inovação e dedicação podem se unir para melhorar a qualidade de vida da população idosa.

Painéis Temáticos

O Seminário contou, também, com os painéis:

Painel 1 – Saúde Conectada, por Aline Teixeira Alves, do CIU – Universidade de Brasília, este painel explorou como a conectividade digital pode suportar um envelhecimento saudável e ativo.

Painel 2 – Educação Conectada: Abordagens de Educação para a Longevidade, com as palestras proferidas por: Alejandro Otero (FEGAUS) e João A. Fonseca (Faculdade de Medicina da Universidade do Porto) discutiram como a educação digital e a inovação biomédica podem preparar melhor a sociedade para os desafios do envelhecimento. Ana Correia de Barros, do Fraunhofer AICOS Portugal, destacou o papel do design na promoção da saúde digital. Leonardo Costa Pereira, da UniSER – Universidade de Brasília, introduziu o conceito de “Serious Games” como ferramenta de autocuidado para idosos.

Painel 3 – Experiências Inovadoras em Saúde e Bem-estar: Este painel reuniu diferentes iniciativas e experiências de sucesso que estão contribuindo para um envelhecimento mais saudável e ativo ao redor do mundo.

Colaboração internacional emoldurada pela beleza histórica da cidade do Porto

A colaboração entre profissionais e acadêmicos dos dois lados do Atlântico destacou a importância de abordagens interdisciplinares e internacionais para enfrentar os desafios do envelhecimento.

Como participante, afirmo que a realização do II Seminário Luso-brasileiro de Inovação e Envelhecimento Humano não poderia ter sido mais inspirador e adequado do que na charmosa e histórica cidade do Porto. Este evento transcendeu o mero compartilhamento de conhecimento, tornando-se um encontro de mentes dedicadas a explorar e solucionar os desafios do envelhecimento em nossa sociedade.

O Porto, com suas deslumbrantes paisagens ribeirinhas, suas ruas repletas de história e cultura, e sua calorosa hospitalidade, proporcionou o cenário perfeito para um diálogo tão significativo repleto de intensas discussões e colaborações todas acolhidas pela comunidade de pesquisadores, professores e acadêmicos presentes, a nos lembrar da importância de valorizarmos cada fase da vida.

 

SILVIA TRIBONI

186 views
cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail