Artigo

#IDADISMO: O MECANISMO “PESSOA” DA ALTICE

A discriminação por idade, também designada por “idadismo” ou “etarismo“, é, lamentavelmente, bastante comum em Portugal, como na maioria dos países mais desenvolvidos, deixando as suas “cicatrizes” em todos os setores de atividade.

O mais recente exemplo é o designado “Mecanismo Pessoa”, uma solução engendrada e apresentada pela Altice para afastar “voluntariamente” colaboradores a partir, imagine-se, dos 50 anos:

“O programa prevê candidaturas para saídas “voluntárias” através da figura para suspensão de contrato de trabalho e de pré-reforma. No primeiro caso, dirige-se a colaboradores entre os 50 e 55 anos de idade e prevê o pagamento de 100% do vencimento-base acrescido de 50% de complementos salariais, caso existiam. A modalidade de pré-reforma é para trabalhadores com mais de 55 anos e o pagamento de 80%do valor correspondente à prestação da suspensão de contrato de trabalho.”  (Sara Ribeiro, Jornal de Negócios, 16 de janeiro de 2019)

Quanto ao argumento utilizado pelo presidente executivo da operadora, Alexandre Fonseca, vamos abster-nos de comentar e deixar ao leitor a avaliação à declaração que se segue:

“Com a saída voluntária de alguns quadros, serão criadas novas vagas para jovens talentos que queiram fazer carreira na Altice Portugal”

 

17 views

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail