Artigo

O DÉFICE CRÓNICO DO NOSSO SISTEMA DE PENSÕES

Subscrevemos a análise e lamentação de Daniel Bessa no suplemento Economia do semanário Expresso de 27 de abril de 2019.

“Foram, os autores e a própria Fundação, moral e politicamente desqualificados pela classe política que nos governa e pela inteligência que hegemoniza a nossa opinião pública, sempre mais amigas da ilusão do que da realidade.”

Vem esta referência a propósito do estudo encomendado ao Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa  sobre a sustentabilidade do sistema de pensões português.

Os resultados apontam para um défice crónico do nosso sistema de pensões a partir de 2027.

Algo que terá que ser feito. É necessário agir!

A solução, menos má, apontada pelos autores – aumentar progressivamente a idade da reforma até aos 69 anos – não agradou aos decisores políticos e a muitos analistas.

 

Uma coisa temos como certa, nada fazer não será uma opção avisada e coloca em causa o contrato social e a solidariedade entre gerações.

 

16 views

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail