Artigo

Proibido o Carnaval – “O DIREITO DE SER QUEM SE É”

Velho tem que ser velho e ousar sê-lo. Caetano não seria o velho que é se pintasse os cabelos e repuxasse a pele que o tempo, implacável, torna enrugada.

E linda! Daniela não seria o mulherão que é se ficasse se comportando e fazendo tipo de garotinha de 20 anos.”

O encontro anunciado tinha o objetivo de representar a libertação de todos os preconceitos, afinal vivemos em uma época cuja liberdade conquistada parece sofrer um retrocesso assustador. No clipe, Daniela com 53 anos, esbanja sensualidade e alegria parecendo viver num mar de estrógenos e endorfinas. Que maravilha! Já Caetano, aos 76 anos, intensamente vividos, enaltece a velhice como potência de vida.

Ao vê-los cantar que minha alma não tem tampinha, minha alma não tem roupinha, minha alma não tem caixinha, minha alma só tem asinha, entendemos o quanto é cruel a tentativa que fazem alguns governantes em simplificar as inúmeras maneiras de existência no simplório “menino veste azul e menina veste rosa”.

FONTE: https://www.portaldoenvelhecimento.com.br

 

56 views

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail