Artigo

Solidão e tristeza envelhecem mais do que fumar

Novo estudo científico revela que enquanto fumar acrescentava cerca de 1,25 anos, os sentimentos de solidão envelheciam um indivíduo em 1,65 anos.

Pessoas que se sentem sozinhas e tristes tendem a envelhecer mais rápido. Este tipo de sentimentos aumenta a idade biológica dos indivíduos em mais anos do que fumar, mostrou um estudo liderado pela empresa de biotecnologia, Deep Longevity, que analisou 11.914 adultos chineses.

O estudo concluiu que os fatores psicológicos têm uma grande influência no envelhecimento, comparativamente aos fatores físicos. Enquanto que fumar acrescentava cerca de 1,25 anos, os sentimentos de solidão envelheciam um indivíduo em 1,65 anos.

“Existem várias investigações sobre como a saúde mental e física estão ligadas, incluindo as suas trajetórias comuns de envelhecimento”, disse Fedor Galkin, cientista líder da Longevity, à Euronews Next.

Os investigadores usaram um “relógio de envelhecimento”, para testar o sangue e dados biométricos de cada participante, de modo a obterem a sua idade biológica. Este mecanismo representa um modelo estatístico que mede a idade de uma pessoa baseado no seu estado geral de saúde, e na idade cronológica que é referente à data de nascimento.

O relógio de envelhecimento criou uma estimativa da idade dos indivíduos tendo em conta 16 indicadores sanguíneos, sete parâmetros biométricos e o sexo biológico da pessoa.

“Se uma pessoa for reconhecida por este modelo como idosa, significa que os seus processos de envelhecimento molecular são acelerados. Isto pode ser útil para prevenir o aparecimento de doenças relacionadas com o envelhecimento ou encontrar formas de retardar o envelhecimento”, afirmou Galkin.

A pressão arterial, a saúde dos rins, o índice de massa corporal e a capacidade dos pulmões, foram apontados como os principais indicadores de envelhecimento. O estudo frisa que não foi só o sentimento de solidão que contribuiu para a aceleração da idade biológica, mas sim um conjunto psicológico com o qual se mede o bem-estar, que inclui medo, desesperança, depressão, infelicidade e sono fraco.

As pessoas que não são casadas também mostraram ter envelhecido 0,35 anos, devido ao seu estatuto de solteiros e aqueles que viviam em áreas rurais envelheceram mais 0,39 anos.

Manuel Faria, um dos autores do estudo, argumentou que “os estados mentais e psicossociais são alguns dos principais fatores que contribuem para o estado da saúde”.

Para os investigadores, uma saúde mental pobre deve ser reconhecida como um impulsionador do envelhecimento, uma vez que existe uma forte relação entre o estado psicológico e a físico. “Este estudo lança as bases para as novas ferramentas que podem ajudar a reverter o envelhecimento psicológico e biológico e melhorar o bem-estar ao mesmo tempo”, disse Alex Zhvaoronkov, coautor do artigo.

FONTE: Sábado

252 views
cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail