Artigo

Viagens e longevidade: um par perfeito

Você sabia que viajar após os 50 anos pode fazer com que sua saúde mental, emocional e física se desenvolvam ainda mais, permitindo uma longevidade ativa e prazerosa? Nesse artigo quero mostrar que viagens e longevidade é um par perfeito! 

Posso começar afirmando que é a pura verdade. No alto de meus 63 anos, sinto isso a cada aventura, passeio ou expedição que faço mundo afora. É como se eu tivesse descoberto uma Fonte da Juventude que permite sentir-me jovem e participativa em todas as experiências que vivencio.

Estamos vivendo mais e mais nos dias de hoje, todos sabem. E as projeções científicas indicam que em 2.050 a população brasileira será de 253 milhões de habitantes, a quinta maior população do planeta, sendo que mais de 50 milhões de brasileiros estarão acima de 60 anos, e em busca de melhor viver seus anos dourados.

É sabido que homens e mulheres que se deslocam para o grupo demográfico dos “maturis” querem continuar a viver uma vida ativa, saudável e plena de novos conhecimentos e amigos. Resta, então, conhecer e buscar todas as alternativas que nos propiciem esta tão sonhada longevidade ativa.

Para a alegria de todos (e a minha também), descobriu-se que viagens e longevidade é um par perfeito, é uma das melhores maneiras para se envelhecer com beleza e plenitude.

Uma boa viagem sempre traz consigo uma série de benefícios para a saúde física e mental. Vamos conferir!

Bom humor e saúde mental ativados

Uma pesquisa realizada em 2013 pelo Transamérica Center for Retirement Studies afirmou que 86% das pessoas com quem conversaram disseram que as viagens melhoram seu humor geral e sua visão sobre a vida. Este pessoal está totalmente certo.
Para os adultos mais velhos, a viagem pode ser uma maneira de experimentar interação social, criar laços mais fortes com os entes queridos e promover relacionamentos saudáveis.

Solidão e isolamento têm sido associados à depressão, mau humor e pressão arterial ainda maior em populações mais velhas. Viajar para visitar amigos e familiares pode minimizar a solidão e promover uma boa saúde mental e emocional.

Outra pesquisa descobriu que a viagem promove também “benefícios espirituais” à medida que se envelhece. Isso inclui gerar significado em sua vida, melhorar sua compreensão dos outros e melhorar seu relacionamento com a natureza.

Tive a oportunidade de entrevistar a Médica Psiquiatra Dra. Elizabeth Zamerul, a qual confirmou a veracidade dos fatos que atestam os benefícios que as viagem proporcionam ao bom envelhecimento. Vale a pena assistir essa entrevista no Canal Across the Seven Seas, no Youtube.

Saúde cognitiva em alta potência

Uma Viagem cria oportunidades para você conhecer novas pessoas, explorar novos ambientes e participar de atividades que são diferentes da sua rotina normal. Todas essas interações desafiam e estimulam seu cérebro, mantendo sua mente alerta e criando novos caminhos neurais que podem ajudar a prevenir o declínio cognitivo.

Algumas pesquisas descobriram, inclusive, que atividades sociais e de lazer, como a prática do turismo, podem reduzir o risco de doença de Alzheimer e outras formas de demência.

Para confirmar ainda mais estas pesquisas sobre viagens e longevidade, veja só o que o neurocientista, Dr. Abrahão Fontes Baptista, registrou em entrevista para o canal Across the Seven Seas:

Saúde do coração fortalecida

Viajar não é bom apenas para a sua saúde mental e emocional. Também pode ajudá-lo a ficar fisicamente saudável e até proteger seu coração.

A longo prazo, os responsáveis pelo Framingham Heart Study, da Universidade de Boston, descobriu que as mulheres que viajavam durante suas férias apenas a cada seis anos estavam com maior risco de doença cardíaca do que aquelas que viajavam com mais frequência.

Da mesma forma, um estudo de homens de meia-idade publicado em 2000 encontrou resultados semelhantes. Os participantes que se enquadravam com alto risco de doença cardíaca coronária, em função da idade, mas que contavam com maior frequência de viagens de férias, eram menos propensos a sofrer e, principalmente, a morrer de doenças cardíacas.

Alguns estudos especulam, também, que esses benefícios são devidos à interrupção do estresse diário que a viagem proporciona. Segundo a American Heart Association, as atividades físicas e exercícios físicos decorrentes das atividades que as viagens envolvem podem reduzir o risco de doenças cardíacas, pressão alta e derrame.

Viagem e viajante saudáveis em tempo de pandemia

Se você quer viajar durante sua fase Sênior, é importante se manter seguro e saudável para aproveitar os benefícios físicos e mentais que as férias proporcionam, em especial nestes tempos insanos de pandemia.

Precisamos dar uma pausa em nossas experiências turísticas mas isso não significa que não reativaremos os nossos passeios, nem, tampouco, que nossos planos e sonhos de viagens não serão realizados. Ao contrário, ficaram suspensos para melhor serem planejados.

Viagens e Longevidade é um par perfeito

Como vimos, o ato de viajar a turismo reúne inúmeras condições para que tenhamos uma longevidade ativa. Entretanto, vai aí um lembrete: Não basta que aproveitemos cada minuto de nossas aventuras, é preciso, também, que estejamos constantemente atentos à manutenção de nossa saúde durante toda a nossa vida cotidiana.

Exames de rotina devem ser levados a sério, por todos nós, homens e mulheres, até porque precisamos estar “em dia” para fazermos nossas malas em rumo aos lugares que tanto sonhamos conhecer.

Lembremos, também, que para a plenitude de nossas viagens precisamos cuidar de providências prévias à viagem relativas à nossa saúde, por exemplo:

Caso tome medicamentos de uso contínuo, certifique-se de tê-los consigo quando viajar, assim como suas receitas médicas, caso precise comprá-los.
Se você estiver voando, mantenha os medicamentos em sua bolsa de mão para que eles não se percam, em eventual extravio de sua bagagem no porão.

E se você está planejando viajar para fora do país, não deixe de visitar seu médico para ter todas as vacinas e outras providências necessárias, inclusive quanto às regras de entrada (atestados de vacinação contra a covid-19, febre amarela, exigências de testes que comprovem ausência de doença, regras de quarentena, etc.). Ao viajar para o exterior, faça sempre o seu Seguro de Viagem, para cobertura de emergências, e outras situações de saúde que podem ocorrer. Nunca se sabe o que pode acontecer durante nossas viagens. Uma queda, uma picada de inseto, uma alergia…

Sejamos viajantes conscientes, preventivos e criativos, para que a construção de nossa longevidade seja a mais positiva e duradoura possível!

Fonte utilizada para o artigo: https://www.yourcareeverywhere.com/life-stages/healthy-aging/benefits-of-travel-for-seniors.html

 

FOTO DE CAPA:

Silvia Triboni – Montanha Huayna Picchu no Peru

Silvia Triboni

Editora e Produtora de conteúdo em Longevidade e Turismo. Fundadora do projeto Across Seven Seas, que divulga ao público 50+ informações e experiências para envelhecimento com relevância. Deputy Ambassador na Aging2.0 Lisboa, comunidade destinada à acelerar a inovação para enfrentar os desafios e oportunidades do envelhecimento.
145 views

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail