Artigo

Estudo EC2U: envelhecimento é o principal desafio das cidades saudáveis

O envelhecimento é o maior desafio na promoção das cidades saudáveis, refere estudo da EC2U apresentado na Universidade de Coimbra (UC) e que envolveu a auscultação de 82 stakeholders em Coimbra, Salamanca, Poitiers, Pavia, Jena, Iasi e Turku.

Envelhecimento, mobilidade, sustentabilidade do sistema de saúde e habitação: são estes os quatro grandes desafios que a saúde urbana enfrenta atualmente. Estas conclusões são do estudo “Diretrizes para a promoção de cidades saudáveis”, apresentado no dia 7 de setembro na UC pela investigadora do Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território (CEGOT) da UC, Ângela Freitas, e coordenado pela professora e investigadora Paula Santana, também do CEGOT.

O estudo realizado no âmbito do Instituto Virtual para a Saúde e Bem-Estar da EC2U – Campus Europeu de Cidades Universitárias, que junta a UC, a Universidade de Poitiers (França), a Universidade Friedrich Schiller de Jena (Alemanha), a Universidade Alexandru Ioan Cuza de Iasi (Roménia), a Universidade de Salamanca (Espanha), a Universidade de Pavia (Itália) e a Universidade de Turku (Finlândia), ouviu 82 atores relacionados com a promoção da saúde e da governança.

Para Paula Santana, apenas com “cooperação interinstitucional, interdisciplinar e multidimensional”, a que se junta a avaliação e monitorização, é que os governos locais vão conseguir alcançar cidades saudáveis. A docente da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra acrescentou que “os lugares, as cidades, os municípios têm de responder às necessidades reais das pessoas que aí habitam” e deixou o repto: “adequar o lugar ao homem e não o homem ao lugar”.

Pensando especificamente em Coimbra, o Reitor da UC, Amílcar Falcão, referiu que a UC tem uma “área da saúde bastante forte na investigação”, o que “acaba por se refletir também na forma como a Universidade contribui para que a cidade seja tendencialmente cada vez mais saudável”. No entanto, reconhece que este é um caminho que não pode ser trilhado sozinho, sendo “um trabalho entre a Universidade, entre a cidade, principalmente com o município”.

Esta ideia foi partilhada também pelo Presidente da Câmara Municipal de Coimbra, José Manuel Silva, que acredita que “temos todos” o “compromisso de trabalhar em conjunto pela promoção da qualidade da saúde no nosso concelho”.

Durante o encerramento do evento, o Vice-Reitor para as Relações Externas e Alumni da UC, João Nuno Calvão da Silva, disse que “este trabalho envolve todo o espectro universitário”, sendo um “bom exemplo de democracia participada”.

A apresentação do estudo juntou cerca de 60 participantes, contando com vários representantes de municípios de Norte a Sul do país.

Segundo a OMS, uma cidade saudável é aquela que coloca a saúde no centro das tomadas de decisões, investindo na melhoria contínua das condições do seu meio ambiente físico, construído e social, utilizando todos os recursos da comunidade, e garantindo o acesso equitativo a recursos, bens, serviços e oportunidades, nas várias dimensões da saúde, bem-estar e desenvolvimento humano.

Sobre a Aliança EC2U


A aliança europeia EC2U – Campus Europeu de Cidades Universitárias é integrada, atualmente, pela Universidade de Coimbra, pela Universidade de Poitiers (França), pela Universidade Friedrich Schiller de Jena (Alemanha), pela Universidade Alexandru Ioan Cuza de Iasi (Roménia), pela Universidade de Salamanca (Espanha), pela Universidade de Pavia (Itália) e pela Universidade de Turku (Finlândia). Desde abril de 2022, a Universidade Nacional Ivan Franko de Lviv (Ucrânia) é também parceira da EC2U, e, a partir de novembro de 2023, junta-se ao consórcio a Universidade Johannes Kepler de Linz (Áustria).

Esta aliança universitária europeia multicultural e multilingue, coordenada pela Universidade de Poitiers, pretende desenvolver um espaço aberto e inovador que permita fluxos de mobilidade livre entre universidades e cidades. A aliança baseia-se numa cooperação única, que envolve comunidades académicas, municípios, autoridades regionais, agentes socioeconómicos e cidadãos.

Mais informações sobre as atividades da aliança EC2U podem ser consultadas na página da EC2U e nas suas redes sociais.

 

FONTE: https://noticias.uc.pt/

817 views
cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail