Artigo

JEAN-MICHEL OTHONIEL: “SESSENTA ANOS PARECE-ME A IDADE PERFEITA

O artista francês Jean-Michel Othoniel, famoso pelas esculturas de grande dimensão, é o autor do novo frasco do perfume J’ Adore, a fragância criada em 1999 por Calice Becker, para a casa Dior.

diors-j_adore-l_absolu-by-jean-michel-othoniel-9

 

diors-j_adore-l_absolu-by-jean-michel-othoniel-9

É muito interessante a sua perspectiva em relação à idade e à experiência para o desenvolvimento do trabalho criativo e artístico.

“O mercado enlouqueceu e procura artistas cada vez mais jovens com uma obra consolidada. Há uma obsessão com a juventude que rouba a uma geração o tempo de experimentar, de cometer erros, de por o seu trabalho em perspectiva. O processo de aprendizagem não é cool. Na minha época, começávamos a ser artistas aos 40 ou 50 anos. Tentar ser artista não era sexy. Agira há muita pressão e isso pode ser perigoso para os que não saibam lidar com as galerias. Hoje, sinto-me com sorte por ser velho.”

“Sessenta anos parece-me a idade perfeita. Insisto, sinto-me um sortudo por ser velho.”

Jean-Michel Othoniel, L’Ile singulière, 2019, © Château La Coste/werearecontents

 

581 views
cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail