Artigo

O PROJETO ENVELHECER APOIA A CAUSA “VIDAS IDOSAS IMPORTAM”

O projeto Envelhecer apoia o Movimento Vidas Idosas Importam


Vidas Idosas Importam – como tudo começou

O Movimento Vidas Idosas Importam, criado no Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro de 2020, foi idealizado com o objetivo principal de valorizar a pessoa idosa na defesa de seus direitos e na promoção de sua participação na sociedade.

Inspirado no movimento norte-americano Black Lives Matter , esse projeto é uma iniciativa do Intercâmbio 60+ – Movimento Nacional de Ativistas dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa.

Seus fundadores e suas qualificações resumidamente são:

Sandra Regina Gomes – Coordenadora Nacional – Fonoaudióloga pela PUC/SP, Especialista em Gerontologia pela SBGG, Mestre em Gestão e Políticas Públicas pela FGV e Diretora da Longevida Consultoria na Área do Envelhecimento

Sandra Rabello – Coordenadora Nacional Adjunta- Mestre em Psicanálise, Saúde e Sociedade na FIOCRUZ e Especialista em Gerotologia, titulada pela SBGG, e

Crismédio Costa – Articulador Nacional – Sociólogo, Gerontologista e ativista dos Direitos Humanos da pessoa idosa e Conferencista em longevidade, em seminários e congressos nacionais e internacionais.

O Movimento é composto por profissionais de diversas áreas da iniciativa pública e privada, e objetiva transformar a realidade atual em que se enquadram os idosos.

Missão e Visão do Movimento

Missão – O Movimento Vidas Idosas Importam existe para que a sociedade se conscientize sobre a importância do envelhecimento humano e sobre o valor existente na promoção dos direitos da pessoa idosa em toda a sua diversidade.

Visão – Por meio da realização de mobilizações populares na proteção da pessoa idosa, apoio de ações comunitárias e de estudos sobre o processo de envelhecimento, a campanha visa consolidar a implantação da cultura do respeito ao adulto  mais velho e a seus direitos.

Objetivos da Missão:

  • Valorizar, Incluir e Defender a Diversidade do Envelhecimento, para que toda a sociedade expanda os seus conhecimentos sobre o envelhecimento humano, em suas diversas realidades e especificidades.
  • Favorecer a troca de informações e de experiências de forma ampla, e em todo o território nacional brasileiro, com vistas à elaboração de projetos de políticas públicas direcionadas à população idosa.
  • Potencializar ações que contribuam para o protagonismo da pessoa idosa e a efetiva proteção contra a discriminação etária, denominada idadismo.

O Movimento propõe a promoção de uma cultura de respeito às pessoas idosas, favorecendo a visibilidade e o reconhecimento social, com campanhas e ações educativas para a desconstrução de estereótipos em relação ao envelhecimento.

188 views

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail